Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de maio, 2016

Túnel secreto pode resolver mistério de civilização perdida no México

Um túnel descoberto sob o Templo da Serpente Emplumada promete revelar muitos dos mistérios da cidade pré-colombiana de Teotihuacán, no México. Tudo teve início em 2003, quando um buraco foi aberto acidentalmente próximo da pirâmide após uma forte chuva. Desde então, o arqueólogo Sergio Gómez, do Instituto Nacional de História e Antropologia do México, lidera uma equipe que pesquisa os segredos escondidos em um túnel cavado sob a cidade, há cerca de 2000 anos.  Na concepção de Teotihuacán, os arquitetos da cidade organizaram os principais monumentos num eixo norte-sul, com a chamada "Avenida dos Mortos", que liga a maior estrutura, o Templo do Sol, com a Ciudadela, ao pátio ao sudeste, que abrigava o Templo da Serpente Emplumada. Gómez sabia que os arqueólogos haviam descoberto anteriormente um túnel estreito, sob o Templo do Sol. Então, ele cogitava a existência de uma espécie de túnel-espelho, que levaria a uma câmara subterrânea, sob o Templo da Serpente Emplumada. 

A senhora de 90 anos que seduzia e levava nazistas à morte

Aos 90 anos, Freddie Oversteegen possui em seu passado uma brava história de resistência aos nazistas durante a Segunda Guerra Mundial. Quando adolescente, ela, a irmã Truus e a famosa Hannie Schaft foram algumas das poucas mulheres ativas na resistência holandesa. Aos 14 anos, Freddie foi chamada para se unir ao combate com uma tática diferente: as irmãs Oversteegen flertavam com colaboradores nazistas e os conduziam à floresta, onde eles eram surpreendidos com balas em vez de carinhos e beijinhos prometidos. Do trio de garotas da época, Hannie Schaft ganhou fama mundial com o filme "A garota do cabelo vermelho" e foi enterrada com honras na presença da Rainha Wilhemina e do Príncipe Bernhard da Holanda.  Várias ruas no país levam o seu nome. Truus Oversteegen ficou conhecida como porta-voz dos serviços memoriais e artista. Freddie nunca ganhou tanto reconhecimento até que o cineasta holandês Thijs Zeeman realizou um documentário para a TV chamado Duas Irmãs na Res

O tesouro viking de mais de mil anos escondido na Escócia

Na Escócia, há um campo com um imenso tesouro viking escondido, que vem sendo explorado aos poucos pelos arqueólogos. São mais de 100 objetos de ouro e prata encontrados em Galloway e Dumfries, também conhecido como Tesouro de Dumfriesshire . A descoberta ocorreu no sudoeste da Escócia, em setembro de 2014, em terras da Igreja.  O tesouro foi descrito por especialistas como "umas das mais significativas preciosidades dos vikings já encontradas na Escócia" . O achado foi realizado por um entusiasta de detectores de metais, "Derek McLennan", que relatou sua descoberta às autoridades.   Desde então, a área já foi alvo de inúmeras investigações científicas. Ali foram encontradas jóias e objetos vikings de outras partes do mundo, como um broche de prata da Irlanda e seda do que hoje é Istambul. Acredita-se que o tesouro foi acumulado em algum momento entre o século IX e o X. Seu valor estimado é de £1 milhão (R$ 5 milhões). As peças deverão ser avaliadas e depois

Nova técnica revela segredos das pirâmides do Egito

Muita gente deve imaginar como deve ser o interior de uma pirâmide do Egito.  Pois a estrutura de uma delas acaba de ser revelada pela primeira vez, usando tecnologias inovadoras. Arqueólogos aplicaram técnicas usadas anteriormente no mapeamento do interior de vulcões ativos para explorar o interior dessas construções milenares.  As técnicas foram usadas na Pirâmide Curvada, construída a cerca de 4.500 anos. Ela tem esse nome devido ao formato de suas paredes externas. Os scans obtidos com a tecnologia mostram a câmara interna do monumento.   Além dessa, outras quatro pirâmides serão investigadas no projeto ScanPyramids , realizado em conjunto entre a Faculdade de Engenharia da Universidade do Cairo o instituto francês HIP, sob a responsabilidade do Ministério de Antiguidades do Egito.   As outras estruturas que serão investigadas são as pirâmides Vermelha, Queóps e Quéfren.  O projeto mescla diferentes tecnologias, como termografia infravermelha, radiografia de múons e re

Ilha de Páscoa não foi destruída pela guerra?

Milhares de pequenos objetos, afiados, que lembram lanças, espalhados pela Ilha de Páscoa, apontavam que uma guerra deu fim à sua antiga civilização. Porém, novas evidências, a partir de investigações arqueológicas, sugerem que esses objetos, chamados "mata'a", não foram usados ​​como armas como se imaginava. Tudo começou quando crenças populares consideraram que uma guerra maciça interna levou ao colapso da população da ilha localizada a 3.700 quilômetros da costa do Chile. O conflito seria resultado do uso excessivo de recursos limitados do local e teria levado sua  civilização  à beira da autodestruição.  Agora, os mata'a passaram por uma nova análise chamada morfometria e sua história é contada de maneira diferente. Mais de 400 peças foram analisadas no estudo liderado por Carl Lipo, um antropólogo da Universidade de Binghamton, em Nova York.   "Algumas são arredondadas, outras quadradas e algumas do tipo triangular", disse Lipo.    Segundo el

Exemplar raro de livro de Shakespeare é encontrado em ilha na Escócia

Um exemplar de um dos livros mais raros e valiosos do mundo o chamado “First Folio”, de William Shakespeare, foi encontrada em uma ilha da Escócia. A obra, publicada em 1623, foi a primeira compilação das peças do bardo. O livro foi achado em uma mansão chamada Mount Stuart, na Ilha de Bute e deve ser exposto ao público em breve. Existem cerca de 230 cópias do First Folio no mundo. Uma delas foi vendida por aproximadamente U$ 5,5 milhões em 2003. Emma Smith, professora especializada em Shakespeare da Universidade de Oxford, disse que ficou muito surpresa com a descoberta. A primeira reação dela foi não acreditar na existência da cópia. “Duvido que eles tenham mesmo”, disse ela quando foi informada do achado. Mas quando inspecionou os três volumes da obra, se certificou de que era autêntica. O First Folio foi publicado sete anos após a morte de Shakespeare, compilando os textos de 36 peças teatrais do autor. Se o livro não tivesse sido publicado, obras clássicas como A Tempes