Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de outubro, 2014

Submarino alemão da Segunda Guerra Mundial encontrado a 48 km dos EUA

Um submarino alemão e um navio comercial americano da época da Segunda Guerra Mundial foram encontrados perto da costa do estado norte-americano da Carolina do Norte, informa o site The Local. Investigadores da Direção Nacional de Estudos Oceanográficos e Atmosféricos dos EUA conseguiram encontrar os dois navios a 48 km da costa da Carolina do Norte. Os barcos encontravam-se a uma distância de 240 metros um do outro. "Entre a maioria das pessoas, a luta pelo Atlantico é associada ao frio, água com gelo no Atlântico Norte, mas poucos têm consciência de quão perto esteve a guerra das costas americanas", declarou David Alberg, representante da organização. O choque dos navios ocorreu a 15 de julho de 1942, quando um comboio de navios mercantes, acompanhados da cidade de Norfolk, (estado da Virgínia) até ao estado da Flórida, foram atacados pelo submarino alemão U-576. Fonte: Voz da Russia

Salvador Dalí ganha exposição em São Paulo

Pintor, desenhista, pensador, escritor, apaixonado pela ciência, catalisador das correntes de vanguarda, ilustrador, designer, cineasta e cenógrafo. Salvador Dalí (1904-1989), inacreditavelmente, reuniu em uma só vida todos esses predicados. E não foi só isso: deixou uma obra singular, para lá de genial, que pode ser vista a partir de hoje no Instituto Tomie Ohtake (Rua Coropés, 88) até dia 15 de janeiro. A curadoria é de Montse Aguer, diretora do Centro de Estudos Dalinianos da Fundação Gala-Dalí. Trata-se de uma retrospectiva de seu trabalho a partir da década de 1920 até a última, que ajuda a contar sua história, influências e versatilidade. A curadora do núcleo de pesquisas do Tomie Ohtake, Priscyla Gomes, conta que foram cinco anos de pesquisas e negociação com os detentores das obras de Dalí – a Fundação Gala-Salvador Dalí, em Figueres, Espanha; o Museu Nacional Centro de Arte Reina Sofía, em Madri, capital espanhola; e o Museu Salvador Dalí, na Flórida, Estados Unidos – par

Arqueólogo descobre sepultura de 'vampiro' da Idade Média

A descoberta foi feita pelo professor Nikolai Ovcharov, conhecido como o "Indiana Jones da Bulgária", que tem dedicado sua vida a desenterrar mistérios de civilizações antigas. O arqueólogo descobriu os esqueletos enquanto escavava as ruínas de Perperikon, uma cidade da Trácia antiga, localizada no sul da Bulgária e perto da fronteira com a Grécia. O indício de que um dos corpos encontrados se tratava  de um suposto “vampiro” é que ele estava com um pedaço de ferro cravado no peito. A perna esquerda abaixo do joelho também tinha sido removida e deixada ao lado do esqueleto. A ossada data do século XIII, época em que se acreditava que um vampiro só podia ser morto com uma punhalada no coração. Nikolai Ovcharov mostra parte das ossadas do suposto 'vampiro' na Bulgária A descoberta é a terceira na Bulgária e tem uma forte semelhança com duas sepulturas anteriores encontradas em 2012 e 2013 na cidade litorânea búlgara de Sozopol, a 200 quilômetros a leste de Per