Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de dezembro, 2011

Imagens de Hitler e nazistas a celebrar o Natal.

Depois de escondidas numa jarra de vidro desde 1955, começam a emergir fotografias do Natal de 1941, onde Adolf Hitler é visto a comemorar a época natalícia com alguns dos oficiais Nazistas que lhe eram mais próximos. As fotografias, agora melhoradas ao nível da coloração, foram captadas por Hugo Jaeger , um dos fotógrafos pessoais de Hitler, durante um jantar de Natal na cervejaria de Lowenbraukeller, em Munique. Decorria a Segunda Guerra Mundial. Numa das imagens, conta o The Telegraph, encontra-se um Hitler pensativo, numa mesa rodeada por militares nazis. Atrás deles, uma enorme árvore de Natal decorada com bolas e fitas, deixa passar a ideia de que os homens responsáveis pelo massacre de milhares de judeus, homens e crianças também festejavam a rigor a época da solidariedade por excelência. Depois de esconder as imagens numa jarra de vidro durante cerca de dez anos, Jaeger transferiu-as para um cofre num banco. Mais tarde, em 1965, decidiu vendê-las

Pavilhão construído por Hitler começa a ser demolido.

O pavilhão Deutschlandhalle de Berlim, construído por Adolf Hitler em 1935 para ser o mair centro de eventos do mundo, começou a ser demolido neste sábado. O local teve o teto derrubado por volta das 7h (de Brasília), após ser montado um esquema de segurança com 200 metros de isolamento ao redor do prédio. Entre as atrações que passaram pelo Deutschlandhalle estão grandes feiras e congressos, além de inúmeras lutas de box, incluindo uma com a lenda Mohammed Ali. Também marcam a história do pavilhão shows como dos Rolling Stones, Queen, The Who, AC/DC e Jimi Hendrix. O projeto visa a construção de um novo centro de congressos, que teve valor estimado em 65 milhões de euros e deve ficar pronto apenas em 2013. Após esta primeira etapa, o complexo vai ter as paredes demolidas durante as próximas semanas. A operação desta manhã chamou a atenção de curiosos que puderam ver uma enorme nuvem de poeira se erguer diante do que era o monumento. Em 2014 será a ve

Uma viagem aos destroços do Titanic.

Você desde, desce e desce por duas horas e meia, preso com outras duas pessoas em um submarino minúsculo que deve chegar até o fundo do Oceano Atlântico - e tudo isso por um vislumbre, através de uma janela espessa, dos restos devastados do outrora grandioso navio no qual grandes nomes jogaram, jantaram e, em alguns casos, morreram. A viagem não é para os claustrofóbicos, tampouco para os 99% de Ocupe Wall Street: um cruzeiro de duas semanas que inclui o mergulho, com duração de oito a dez horas, custa US$ 60 mil (R$ 107,58 mil). Mas para os fãs do Titanic, nenhum preço ou privação é grande demais - especialmente com o 100º aniversário do naufrágio chegando em 15 de abril. "Essa é a oportunidade de uma vida", disse Renata Rojas, uma banqueira em Nova York. "Eu sou obcecada com o Titanic desde que eu tinha dez anos." Com o centenário em mente, pelo menos 80 turistas devem mergulhar até os destroços, de acordo com a empresa que administr