segunda-feira, 31 de agosto de 2020

Encontradas 27 tumbas e milhares de relíquias da Idade de Ouro da China

Um grupo de arqueólogos encontrou 27 tumbas e milhares de objetos com mais de dois mil anos no noroeste da China. As descobertas foram feitas durante escavações em Xian, na província de Shaanxi. 

O local é famoso por abrigar esculturas de soldados de terracota que datam da época de Qin Shi Huang, o primeiro imperador chinês, que governou entre 247 a.C. e 221 a.C

Segundo especialistas, os artefatos encontrados agora são da época da dinastia Han, considerada a "Idade de Ouro" da história chinesa. Quatro das tumbas são de grande porte e, devido às suas características, acredita-se que pertenceriam a personalidades de grande importância para aquela sociedade. Especula-se que uma delas era de algum marquês. 


Na maior tumba, foram encontradas mais de 2.200 relíquias, incluindo peças de jade e figuras de cerâmica. Segundo o arqueólogo Zhu Lianhua, do Instituto de Proteção de Relíquias Culturais e Arqueologia de Xian, no local também havia a escultura de uma carruagem de bronze, louças de barro, estatuetas de terracota representando mulheres, sinos e acessórios de ouro e osso.

Com a restauração dos objetos encontrados e o estudo do sítio arqueológico, os pesquisadores esperam obter informações valiosas sobre os costumes funerários da China antiga. Xian tornou-se célebre após a descoberta do exército de terracota, em 1974. As impressionantes esculturas milenares se tornaram uma das maiores atrações turísticas chinesas. 

Fontes: Clarín e China.org

Imagens: Shutterstock.com e Instituto de Proteção de Relíquias Culturais e Arqueologia de Xian

Nenhum comentário:

Postagens mais acessadas