terça-feira, 7 de fevereiro de 2017

Cientistas estão prestes a ressuscitar "supertouros nazistas"

O biólogo e ecologista holandês Ronald Goderich anunciou recentemente que planeja “ressuscitar” os uros, antiga raça de touros europeus extinta em 1627. Para isso, buscará nas diferentes raças de touros atuais os genes perdidos desse mamífero monumental. O cientista afirma que será possível projetar um animal com um DNA 92% idêntico aos originais. 


Os uros eram vacas antigas, de tamanho similar ao de um elefante, que conquistaram o território europeu fazendo uso de seus poderosos chifres e comportamento agressivo. O crescimento populacional e a caça indiscriminada dizimaram a espécie no início do século XVII. 

Na década de 20 do século passado, os zoólogos alemães Heinz e Lutz Heck deram início a um empreendimento parecido com o proposto por Ronald, e conseguiram criar uma raça bovina grande e robusta, dotada de chifres grandes e que, atualmente, ainda existe em alguns zoológicos do mundo. Os nazistas usaram esse animal como símbolo da raça ariana, colocando-o como modelo em diversas propagandas oficiais.


Fonte: RT
Imagem: Shutterstock

Nenhum comentário:

Postagens mais acessadas