sexta-feira, 29 de abril de 2016

Descobertos restos de ilha anglo-saxônica no Reino Unido

Arqueólogos britânicos descobriram os restos de uma ilha anglo-saxônica até então desconhecida. 

O anúncio, realizado por pesquisadores da Universidade de Sheffield, é considerado uma das mais importantes descobertas arqueológicas no Reino Unido em décadas. A ilha foi localizado na região de Little Carlton, perto de Louth, em Lincolnshire. 
Uma vez o lar de um assentamento anglo-saxão, o local foi descoberto pela primeira vez por Graham Vickers, um morador que usa um detector de detector de metais amador na região. Em suas buscas em um campo arado, Vickers encontrou uma caneta de prata, que é datada do século VIII. 


Esse foi apenas o primeiro de muitos itens intrigantes que iriam surgir. Vickers avisou autoridades responsáveis por esse tipo de antiguidades na Inglaterra e centenas de outros artefatos foram encontrados, entre eles 300 pinos de vestido, um grande número de "sceattas" - moedas dos séculos VII e VIII - e um pequeno comprimido de chumbo que carrega o nome feminino anglo-saxão "Cudberg". 

Mais tarde, uma equipe da Universidade de Sheffield encontrou ossos de um animal dilacerado e cerâmica saxônica. 

"Este é um sítio de importância internacional", disse em um comunicado Hugh Willmott, do departamento de arqueologia da universidade. 

Com uso de estudos geofísicos e magnetometria, juntamente com modelagem 3D, os pesquisadores restauraram digitalmente o nível de água da ilha ao seu estado medieval superior. 

"Foi um ponto focal na área de Lincolnshire, conectado com o mundo exterior através de cursos de água", disse Willmott ao jornal The Guardian, no começo de março.

Fonte: The Guardian 
Imagem: Serghei Starus/Shutterstock.com

Nenhum comentário:

Postagens mais acessadas