quarta-feira, 23 de março de 2016

A Bíblia de R$ 73 milhões em que Jesus teria previsto a vinda de Maomé

A Bíblia secreta em que Jesus teria previsto a vinda do profeta Maomé para a Terra está despertando sério interesse do Vaticano.

Especula-se que o suposto livro de 1.500 anos de idade seria o Evangelho de Barnabé. A obra teria sido escondida pelo governo turco nos últimos 12 anos. Com letras manuscritas em ouro e escrita em aramaico, o livro é avaliado em 14 milhões de libras esterlinas (R$ 73 milhões). 


Somente uma fotocópia de uma única página do manuscrito é estimada em 1,5 milhão de libras (R$ 7,8 milhões). O ministro de Cultura e Turismo da Turquia, Ertugrul Gunay, disse que o livro poderia ser uma versão autêntica do Evangelho, que foi censurada pela Igreja Cristã por seus fortes paralelos com a visão islâmica de Jesus. Ele também disse que o Vaticano fez um pedido oficial para ver a escritura. 

De acordo com a crença islâmica, o Evangelho trata Jesus como um ser humano e não um Deus. Ela também rejeita as ideias da Santíssima Trindade e da Crucificação e revela que Jesus predisse a vinda do Profeta Maomé. Em uma versão do Evangelho, acredita-se que Jesus teria dito a um sacerdote: "Como o Messias deve ser chamado? Maomé é o seu nome abençoado". 

E em outro, Jesus negou ser o Messias, alegando que ele ou ela seria ismaelita, o termo usado para um árabe. 

Apesar do interesse no livro recém redescoberto, alguns acreditam que o livro é uma farsa e remonta ao século 16. Apenas uma verificação científica poderá verificar com certeza qual a idade da obra e acabar com as dúvidas.


Fonte: DailyMail

Nenhum comentário:

Postagens mais acessadas