segunda-feira, 8 de outubro de 2012

Mistérios do Antigo Egito - Tutankamon

MÉDICO APONTA NOVA TEORIA PARA MISTERIOSA MORTE DO FARAÓ TUTANKAMON

O cirurgião Hutan Ashrafian, especialista do Imperial College de Londres, realizou uma minuciosa e detalhada pesquisa para identificar certas características patológicas de uma série de faraós do Egito que resultou em uma nova teoria sobre a causa da misteriosa morte de Tutankamon, o faraó adolescente que morreu por volta de 1325 a.C.

De acordo com ele, Tutankamon teria morrido vítima de epilepsia. Ele acredita que o faraó e seus antecessores sofriam da doença que se origina no lóbulo temporal, que gera liberações de hormônios e intervém no desenvolvimento sexual. Esta é uma característica hereditária e também explica porque os homens desta família, incluído o próprio Tutankhamon, possuíam características andróginas como coxas grossas e seios proeminentes. Até então sua morte era atribuída a doenças contraída como malária e lepra.

Além disso, de acordo com o médico, este tipo epilepsia pode causar alucinações, quando o paciente é exposto a luz solar, o poderia explicar a recorrência de "pontos de vista religiosos" experimentado por sucessivos faraós da dinastia. Segundo Ashrafian, essa hipótese supera as anteriores, uma vez que é a primeira vez que é levado em consideração os registros familiares e não somente o histórico individual do faraó.


Fonte: New Scientist

Nenhum comentário:

Postagens mais acessadas