terça-feira, 23 de outubro de 2012

Ação humana pode ter contribuído para terremoto na Espanha


Pesquisadores espanhóis do Conselho Superior de Investigações Científicas (CSIC) e da Universidade Complutense de Madri lançaram um alerta sobre como a ação humana pode influenciar fenômenos da natureza. Os investigadores estudaram o caso do terremoto de 5,1 graus de magnitude que atingiu a localidade de Lorca, no Sul da Espanha, no dia 11 de maio de 2011, e que causou a morte de nove pessoas.

De acordo com os resultados do estudo, divulgado recentemente na revista Nature Geoscience, o movimento da terra pode ter sido causado, ao menos em parte, pela extração de água do lençol freático da região de Alto Guadalentín ao longo das décadas. No local existe uma falha geológica conhecida como Falha de Alhama de Múrcia.

De acordo com o estudo, uma redução no nível do aquífero local pode criar uma pressão na superfície terrestre. Os cientistas, por meio de dados de satélite, descobriram mudanças na crosta terrestre em decorrência da redução de 250 metros no nível do lençol freático.

A pesquisa, realizada a partir de um modelo físico que quantifica as variáveis ​​envolvidas em um terremoto, abre portas para delimitar as estimativas de risco sísmico e tomar medidas preventivas, especialmente no que diz respeito à ação do homem sobre a natureza.

Nenhum comentário:

Postagens mais acessadas