quarta-feira, 12 de setembro de 2012

Morte de Tupac Shakur completa 16 anos

Tupac Amaru Shakur (Nova Iorque16 de junho de 1971 - Las Vegas13 de setembro de 1996), mais conhecido pelos seus nomes artístico 2PacMakaveli ou apenas Pac.

Tupac Amaru Shakur nasceu em Nova Iorque, no dia 16 de junho de 1971, e morreu em Las Vegas, no dia 13 de setembro de 1996, após ser baleado seis dias antes durante uma briga que aconteceu depois da luta entre Mike Tyson e Bruce Seldon, no MGM Grand. Mas eu não quero falar sobre como ele morreu ou dos erros que cometeu para eventualmente ser morto. Eu quero te mostrar como este músico genial, que contrariou todos os padrões dos “rappers” tradicionais sendo aparentemente igual a todos, viveu os seus breves 25 anos e o impacto que causou.

Tupac  vendeu, até morrer (e as vendas aumentaram absurdamente depois disso e continuam crescendo até hoje), cerca de 75 milhões de álbuns e, além de ser músico,  foi ator e ativista social. Seu trabalho sempre foi sobre como crescer no meio da violência e da miséria nos guetos, racismo, os problemas da sociedade, amor e ódio. E estes dois últimos são os que realmente mais me impressionam, pois poucas pessoas reúnem tanta intensidade em ambas as direções.

Shakur foi alvo de diversas ações judiciais e teve vários problemas legais. No início de sua carreira ele foi atingido por cinco tiros no corredor de um estúdio de gravação em Nova Iorque, o que desencadeou uma briga  com outros rappers, entre eles Notorious Big. 

Leia mais: 


Até então, Notorious Big e Tupac, que eram amigos de infância, tentavam realizar o que parecia impossível: uma união de amizade entre os rappers da Costa Leste e  Oeste dos EUA, mas, após este episódio, Tupac passou a ver Notorious como inimigo.

Notorious Big e Tupac quando "amigos".
Notorious fez uma música intitulada “Who shot you?” (Quem atirou em você?), ironizando de forma direta o atentado sofrido por Tupac em Nova Iorque. Em retaliação, Tupac escreve diversas letras sobre ódio e vingança, sendo a música “Hit them Up” (Acertá-los em cheio) a mais agressiva e musicalmente fascinante. Nela, ele afirma, entre muitas outras coisas, que transou com a mulher do Notorious, e não com essas palavras. Na verdade, ele diz “..you claim to be a player but I fucked your wife” (Você diz que é um gangster, mas eu trepei com a sua esposa).

Depois de muito ódio e letras desse tipo, Tupac começa a falar que sabe que vai morrer baleado. Ele diz que sempre soube que morreria baleado e então começa afirmar que o tempo está acabando.  Ele se tranca em estúdio praticamente 24 horas por dia e apresenta trabalhos como Changes, no qual diz que “gostaria de voltar ao tempo em que eles brincavam como crianças, mas que as coisas mudaram e é assim que funciona…”. Além disso, outras letras como Until the End of Time trazem mensagens de amor, redenção e indicam que ele realmente sabia que o tempo estava acabando:  “Se um anjo descer e me levar embora, memórias minhas e das minhas músicas permanecerão até o fim dos tempos….”

Tiroteio e morte

Na noite de 7 de setembro de 1996, Shakur foi assistir a uma luta de boxe entre Mike Tyson e Bruce Seldon, no MGM Grand Las Vegas. Após deixar a partida, um dos associados a Suge, Orlando Anderson, um membro da Southside Crips, discutiu com o rapper na portaria do ginásio, e os dois agrediram-se. Os aliados de Suge e Shakur assistiram à "luta", a qual foi filmada pelas câmeras de vigilância do local.
 Algumas semanas antes, Anderson e um grupo da Crips haviam roubado um membro da facção da Death Row, em uma loja Foot Locker, prevendo um ataque a Shakur. Após a briga, Tupac encontrou-se com Suge para ir a uma propriedade da Death Row. Então, entrou em um BMW E38 sedan, de propriedade de Suge.
Bmw de Tupac após o tiroteio em 6 de Setembro de 1996
Às 10:55 da noite, quando parou em um sinal vermelho, Tupac abaixou o vidro e um fotógrafo tirou sua foto. Aproximadamente, dez minutos depois, foram parados por policiais, pois estavam com o som do carro muito alto e não estavam com a placa de licença. Então, Suge pegou as placas de dentro do porta-malas, e os dois foram liberados minutos depois sem serem multados. 
Por volta das 11:10, quando parou em um sinal vermelho no Flamingo Road, perto do cruzamento Koval Lane, em frente ao Hotel Maxim, um veículo ocupado por duas mulheres aproximou-se de Tupac, com o qual conversaram e convidaram para ir ao Clube 662. Aproximadamente cinco minutos depois, um Cadillac branco, modelo antigo, com um número de ocupantes desconhecido, se aproximou da BMW, abaixou o vidro da janela e disparou cerca de doze ou treze tiros contra Shakur. Ele foi atingido por quatro deles, acertando uma na cabeça, duas na virilha e uma na mão.
Um dos tiros provavelmente ricocheteou no pulmão do rapper. Suge foi atingido na cabeça por estilhaços, mas acredita-se que a bala passou de raspão por ele.
Tupac Shakur, minutos antes do assassinato.
Após chegarem ao local, policiais e paramédicos levaram Suge e o ferido mortal Shakur para o Centro Médico Universitário. De acordo com a entrevista de um dos melhores amigos do rapper, o diretor de vídeo Gobi, ele recebeu no hospital a notícia de um funcionário da Death Row avisando que os atiradores haviam chegado na gravadora e estavam a enviar ameaças de morte a Shakur, alegando que estavam indo para lá "acabar com ele". Ao ouvir isso, Gobi imediatamente avisou a polícia de Las Vegas, mas eles afirmaram estar sem policiais disponíveis e ninguém poderia ser enviado. No entanto, esta ameaça não foi concretizada. No hospital, Tupac esteve por momentos consciente e por outros inconsciente, tendo sido fortemente sedado, respirando através de um ventilador e um respirador. Foi colocado em máquinas de suporte à vida, e acabou por ser posto em um coma induzido por barbitúrico após repetidamente tentar sair da cama.
Após ter sobrevivido a uma série de cirurgias - inclusive a da retirada do pulmão direito, mal-sucedida - Shakur submeteu-se a fase crítica da terapia médica, e foi dada uma chance de 50% de continuar vivo. Gobi saiu do centro médico após ter sido informado que o artista teve uma melhora de 13% na noite de sexta. Enquanto a Terapia Intensiva estava a ser realizada na tarde de 13 de setembro de 1996, Tupac faleceu de hemorragia interna; os médicos tentaram reanimá-lo mas não conseguiram impedir a propagação da hemorragia Sua mãe, Afeni tomou a decisão de informar aos médicos para desligarem os aparelhos.

Foi declarado morto às 4:03 da tarde.

As causas oficiais da morte foram descritas como insuficiência respiratória e parada cardiorrespiratória, além dos múltiplos ferimentos das balas. O corpo de Shakur foi cremado. 

Mais tarde, um pouco de suas cinzas foram misturadas com maconha e fumadas por membros do grupo Outlawz.

Toda a obra de Tupac Amaru Shakur me fascina pela intensidade e paradoxos: um ser humano cheio de defeitos e virtudes, ódio, amor, que veio à Terra e em apenas 25 anos deixou um legado maior do que a maioria das pessoas consegue em 80 ou 90 anos de vida. Com ele foi assim: “Hi, boom boom, see you later…” WOW what was that?!

No fim, acho que ele entendeu em 25 anos o que a maioria de nós também leva 80 ou 90 anos para compreender: CHANGES são o que realmente importam na vida…

Leia mais: 


Tupac pode ter sido assassinado por uma conspiração chamada ''illuminati'', que está envolvida com o sistema e com a elite da industria musical, 2pac estava delatando toda a sujeira e corrupção que rolava no governo, encomondando muitos, criou varias musicas, inclusive criticando a illuminati fazendo a musica KILLUMINATI que significa killa-illuminati ou matar destruir a illuminati... com certeza 2pac foi morto por essa mafia que domina o mundo alienando todos com a midia.

Frases de Tupac : 

"Só deus pode me Julgar."

"Prefiro morrer como homem do que viver como um covarde"



Nenhum comentário:

Postagens mais acessadas