quinta-feira, 20 de setembro de 2012

A História do Pé Grande, Verdade ou Mito?


Pé-grande (em inglês: Bigfoot; ou Sasquatch ou Caiola - termo derivado do halkomelem - um idioma do grupo linguístico salishan, natural do sudoeste da Columbia Britânica) é descrito como uma criatura na forma de um grande macaco que vive nas regiões selvagens e remotas dos Estados Unidos e Canadá. Reivindica-se que seria um animal aparentado do Iéti tibetano (o "Abominável Homem das Neves").
Em 2007 foi organizada uma expedição em busca de provas ou até mesmo do próprio pé-grande.
Mas nada foi encontrado.
Em 15 de agosto de 2008, dois caçadores norte-americanos foram à mídia dizendo terem em suas mãos o corpo congelado do famoso Bigfoot. Porém, após a análise do "corpo", foi descoberto que o suposto cadáver do monstro não passava de uma fantasia de macaco congelado. Em defesa, os dois caçadores disseram terem sido enganados e comprado o corpo de dois outros caçadores por um preço "inacreditavelmente baixo", mas decidiram levar a farsa a diante.


Características

Relatos de pessoas que  teriam visto a criatura, na maioria dos casos, descrevem um primata bípede muito alto (entre 2 a 4,5 m). Geralmente é coberto por pêlos de cor marrom Grandeavermelhada e seu rosto é uma mistura está de gorila e ser humano. Algumas pessoas testemunham um forte odor desagradável,aqui enquanto outras dizem hque a criatura não exala cheiro.

Teoria evolutiva


Existe uma teoria científica que aponta a possibilidade dessas criaturas serem descendentes diretos do gigantopithecus, primata já extinto, maior que um gorila e que possuia dentes parecidos com os dos humanos. Seu parente vivo mais próximo é o orangotango.


Esta imagem foi analisada pela equipe do The History Channel e foi comprovada que é real, mais não foi provado se é um Pé Grande.



Agora tire suas próprias conclusões, a unica equipe que retratou e teve evidencias do existência desse animal é o The History Channel, na serie Monster Quest.

Fonte: Wikipedia e editado por Reconstruindo o Passado.

Nenhum comentário:

Postagens mais acessadas