quarta-feira, 15 de agosto de 2012

Projeto Marte começará em 2022

De acordo com uma empresa holandesa, a partir de 2023 turistas poderão viajar até o planeta vermelho com uma passagem de ida simples, que será financiada com a cobertura da aventura


De acordo com uma empresa holandesa, a partir de 2023 turistas poderão viajar até o planeta vermelho com uma passagem de ida simples, que será financiada com a cobertura da aventura.
Para Bas Lansdrop, engenheiro mecânico de 35 anos, “a conquista de Marte é a etapa mais importante da história da humanidade”; Lansdrop é criador da empresa Mars One, e está decidido a prosseguir com sua idéia, e uma particularidade deste projeto é a viagem de ida ao planeta vermelho, sem volta, pois para ele a volta seria impossível pelo ponto de vista técnico.
Lansdrop avalia que o custo da viagem será de US$ 6 bilhões, ou seja, mais de duas vezes o que os Estados Unidos gastaram para enviar o robô Curiosity ao planeta vermelho. A idéia do engenheiro mecânico é tão verdade que a seleção de astronautas, sua vida diária em Marte e a viagem de sete meses serão material para programas de televisão, que também irão financiar a aventura.
A idéia de financiar a aventura, veio durante uma conversa com o compatriota Paul Römer, um dos criadores do reality show, Big Brother. Para alguns especialistas a idéia parece ser muito loca, mas para outros a grande chance dela ocorrer de verdade, tanto que declararam a AFP que, “Sempre houve aventureiros para lançar viagens ao desconhecido, lembramos dos Vikings que foram para a América e de Cristóvão Colombo”.
A equipe do Projeto Marte, conta com Bas Lansdorp, criador do mesmo, um desenhista industrial e um especialista de comunicação empresarial, que ficarão com o controle geral da coordenação, em quanto à realização técnica do projeto ficará com as empresas privadas especializadas. A seleção e o treinamento dos futuros candidatos deverá já começar no próximo ano e o envio dos módulos habitacionais e os veículos robotizados estão previstos para serem enviados entre 2016 e 2022. Em 2023, quatro astronautas serão enviados a Marte, serão eles os pioneiros do projeto, e até 2033 mais 17 pessoas deverão se juntar a eles.
Algumas fotos liberadas pela Nasa:




Agora, resta-nos saber se realmente isso irá ocorrer, sendo assim teremos que esperar pelos próximos anos para ver onde este projeto audacioso irá chegar.

Nota importante de atualização 2019:
As datas de lançamento são determinados pela órbita de transferência de Hohmann entre a Terra e Marte.
O programa inicial vem sofrendo sucessivos adiamentos. Em fevereiro de 2018, o plano é o seguinte:
2022
  • Missão de demonstração semelhante ao Phoenix da NASA, para testes de painéis solares, obtenção de oxigênio e outros experimentos; o estudo conceitual está a cargo da Martin Lockheed. Também entrada em órbita estacionária de Marte de satélite de comunicações; estudo conceitual a cargo da Surrey Satellite Technology Ltd.
2024
  • Satélite de comunicações (a ser estacionado em Lagrange 4 ou 5 da órbita terrestre) deverá ser lançado.
2026
  • "Rover" enviado para Marte, para selecionar local da colônia.
2029
  • Seis módulos (2 para habitação, 2 de suporte de vida, 2 de armazenamento) e um segundo rover chegam em Marte. Veículos levam os módulos ao terreno escolhido para a base e começam a leva-los e montá-los; em seguida, colocam os painéis solares. Os módulos de suporte de vida são então ativados e armazenam água e oxigênio para a chegada da primeira tripulação.
2031
  • Os módulos da nave espacial que levará astronautas a Marte são lançados a órbita e montados. Partida da nave espacial para Marte, com quatro pessoas a bordo.
2032
  • Aterrissagem da nave espacial. Os veículos levam os recém-chegados (dois homens e duas mulheres, cada um de um continente diferente) à base.
2034
  • Uma cápsula com um segundo grupo de quatro pessoas desembarca em Marte.

Nenhum comentário:

Postagens mais acessadas