terça-feira, 4 de outubro de 2011

Documento confirma multa a Adolf Hitler.

Dois agentes de polícia que controlavam a velocidade do trânsito na aldeia de Baar-Ebenhausen, altura da estrada que leva a Munique, na Alemanha, mal sabiam quem eles multariam no dia 19 de setembro de 1931. A bordo de seu carro pessoal, uma Mercedes, Adolf Hitler cruzava o trecho em alta velocidade dois anos antes de chegar ao poder e liderar seu país nos maiores conflitos armados da história. As informações são do jornal inglês Daily Mail.

A multa foi encontrada recentemente nos arquivos bávaros. Às 13h37 daquele dia, o veículo cruzou uma distância de 200 m em 13 segundos a 55,3 km/h - o dobro da velocidade máxima permitida no local. Os policiais anotaram a placa, "IIA 19357", e descobriram de quem se tratava. A infração foi imediatamente enviada ao domicílio do ditador em Munique.
 
Segundo o Daily Mail, não há confirmação se a multa foi paga, mas outro documento traz estampada a palavra "solucionado". Outro registro aponta que Hitler não estava conduzindo o veículo e que ele havia instruído o seu chofer, Julius Schreck, "a dirigir o mais rápido possível".

O documento também indica que o ditador poderia estar viajando a Munique devido ao suicídio de sua meia sobrinha, Geli Raubal, 23 anos. No dia anterior, a jovem deu um tiro na própria cabeça com uma pistola na casa de Adolf Hitler.

Nenhum comentário:

Postagens mais acessadas