quarta-feira, 20 de julho de 2011

Líder nazista mais procurado do mundo é absolvido.

Temendo que o vaso ruim quebre com a idade, um tribunal de Budapeste, na Hungria, decidiu absolver o militar nazista Sandor Kepiro, de 97 anos, suspeito de ordenar o assassinato de mais de 30 judeus na Sérvia, em 1942. De acordo com as acusações, Kepiro foi um dos militares participantes do massacre de Novi Sad - antigo território da Alemanha nazista -, que matou cerca de 1.200 civis, judeus e sérvios, dos quais 36 seriam de responsabilidade pessoal do veterano.

A audiência que o absolveu teve de ser interrompida diversas vezes pela dificuldade do réu em escutar a voz de quem tinha a palavra. Já do lado de fora do tribunal, dezenas de estudantes erguiam cartazes com frases do tipo "Como consegue dormir, Sr. Kapiro?" e "O assassínio não tem idade". Em resposta, o acusado levou consigo um papel dizendo "Assassinos de um velho de 97 anos", mas foi obrigado a escondê-lo.
Além da idade avançada, a decisão de absolver o nazista foi reforçada pela participação de historiadores especialistas em julgamentos de crimes de guerra, que atentaram para a possibilidade de os documentos usados pela promotoria estarem incompletos ou mal traduzidos.

Sandor Kepiro já havia sido condenado à prisão por duas vezes em sua vida. A primeira, em 1944, quando foi solto logo em seguida por militares fascistas. A segunda, em 1946, pela União Soviética, que o condenou a 14 anos de prisão. A sentença nunca foi cumprida em razão da fuga do militar para a Argentina, país onde permaneceu mais de 50 anos até voltar à Hungria, em 1996.

Aos seus 97 anos, Kepiro é um dos últimos criminosos nazistas ainda vivos, sendo considerado pelo Centro Simon Wiesenthal o 'suspeito nazista de crimes de guerra mais procurado do mundo'.

Nenhum comentário:

Postagens mais acessadas